Brutalidade

Policial militar é preso suspeito de chacina da zona rural

O militar é lotado na Companhia de Operações Especiais (COE). De acordo com informações, o PM foi detido ao chegar para trabalhar

Reprodução

A chacina da zona rural começa a ser elucidada pela polícia maranhense. Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (7), um policial militar foi preso. Ele é suspeito de envolvimento na chacina, que culminou na morte de três pessoas, na última sexta-feira (4), na zona rural de São Luís.

O militar é lotado na Companhia de Operações Especiais (COE). De acordo com informações, o PM foi detido ao chegar para trabalhar.

O policial vai ser ouvido pelos delegados responsáveis pela investigação do caso.

As vítimas foram Gustavo Feitosa Monroe, de 18 anos, Joanderson da Silva Diniz, de 17 anos e Gildean Castro Silva, de 14 anos. Os três foram executados com tiros na cabeça quando se deslocavam para catar caranguejo em uma área de mangue, na comunidade de Mato Grosso, na zona rural.

A detenção do militar foi através de mandado de prisão, que foi entregue ao advogado do PM. Outros policiais podem estar envolvidos no crime.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS