Grátis

Programa social! Veja como tirar habilitação de graça pela internet

Como funciona o programa CNH Social 2019. O programa foi criado em 2011 e visa a possibilidade de pessoas de baixa renda a obterem benefícios

Reprodução

A CNH Social 2019 é um benefício oferecido pelo Governo Federal em parceria com o Projeto Incluir, Dentran ou o SEST/ SENAT de alguns estados do país. Com o auxílio do programa CNH Social 2019, pessoas de baixa renda podem ter acesso a sua Carteira Nacional de Habilitação gratuitamente. Ficou interessado? Nos acompanhe e saiba como aproveitar ao máximo esse serviço!

Criado em 2011, o projeto CNH Social ou ainda CNH Popular visa a possibilidade de pessoas de baixa renda a obterem benefícios como o de se tornar um motorista regularizado de acordo com as leis federais. Clique e veja como fazer a inscrição!

Em parceria com o Projeto Incluir, a CNH Social tem um papel de enorme importância para a nossa sociedade atual!

Apesar de ser um dos melhores feitos do governo nos últimos anos, poucas pessoas conhecem totalmente o programa. Porém, se você chegou até aqui, saiba que a CNH popular 2019 está cumprindo seu papel e ajudando muita gente!

As vagas são distribuídas de acordo com cada categoria de uma habilitação, confira quais são:

Primeira Habilitação;
Adição de categoria;
Mudança de categoria (A e B para C, D ou E).
O Serviço Social do Transporte, juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte, estão mudando a vida de números brasileiros a partir do momento em que permitiu a emissão da CNH popular 2019 de forma gratuita.

Quem tem direito a CNH Social 2019?

Entender quais são os requisitos da CNH popular 2019 para você participar é de grande importância, ainda mais porque eles precisam ser preenchidos para que o programa autorize que você preencha uma vaga.

A principal exigência para ter acesso a CNH Social 2019 é que você possua até dois salários mínimos de renda bruta familiar. Além disso, confira quais são os demais requisitos obrigatórios:

  • Maior de 18 anos;
  • Saber ler e escrever;
  • Ter renda familiar de até 2 (dois) salários mínimos;
  • Ter carteira de trabalho expedida a pelo menos um ano;
  • Em caso de estudantes, estar matriculado na rede pública de ensino, com bom desempenho escolar;
  • Caso já tenha concluído o ensino médio, técnico ou superior, estar desempregado há mais de 1 (um) ano;
  • Estar inscrito no Cad Único;
  • Ser beneficiário de programas sociais como o Bolsa Família e Chapéu de Palha;
  • Ex-presidiários ou pequenos agricultores que recebam receita bruta de até dois salários mínimos e meio.

Estados que fazem parte do programa CNH Social 2019

O projeto CNH Social 2018 já foi aderido por alguns Departamentos de Trânsito do país em conjunto com o governo de cada estado. Confira quais são:
Pernambuco;
Espírito Santo;
Paraíba;
Amazonas;
Ceará;
Minas Gerais;
Maranhão;
Rio Grande do Sul.

Cada estado tem o seu edital CNH Social diferenciado, por isso é importante ficar de olho no site oficial do Detran ou SEST/ SENAT mais próximo a você!

Além disso, para utilizar o programa para mudança ou adição de categoria, é necessário:

  • Necessário não ter cometido nenhuma infração de trânsito;
  • Necessário ser de baixa renda (receber até três salários mínimos);
  • Pessoas que já trabalham no setor de transporte e queiram regularizar a sua situação perante a justiça podem participar;
  • Necessário fazer a inscrição pela internet participar do processo seletivo.

Documentação para obter CNH Social 2019

Como já foi dito anteriormente o cadastro CNH Social é totalmente gratuita, mas para participar você precisa de alguns documentos comprovatórios, pois em casos de fraudes ou informações incorretas, o benefício pode ser vetado.

  • Entre os documentos necessários estão:
  • RG (Registro Geral) ou qualquer documento oficial de identificação com foto (original e duas cópias);
  • Carteira de trabalho de todos os jovens e adultos da sua residência;
  • CPF (original e duas cópias);
  • Certidão de Nascimento dos filhos ou Termo de Guarda, Tutela, Curatela dos menores de quem é responsável, se houver (original e cópia);
  • Comprovante de residência (original e cópia);
  • Certidão de Casamento, Declaração de União Estável ou RG e CPF do cônjuge, se houver (original e cópia).
VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS