Indigesto

“Mocotó” é preso por matar três pessoas em São Luís

“Bruno Mocotó” teria praticado um crime de homicídio e tentativa de homicídio, na Vila Passos, no dia 4 de outubro de 2006

Reprodução

Uma ação da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), com a colaboração da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Divisão de Homicídios e da DHNSG, cumpriu mandados de prisão contra Walber Bruno Borges dos Santos, mais conhecido como “Bruno Mocotó”. A polícia do Rio de Janeiro recebeu informações de que Mocotó estaria escondido na cidade capital carioca.

Ele teria praticado um crime de homicídio e tentativa de homicídio, na Vila Passos, no dia 4 de outubro de 2006. O crime foi após acirrada discussão com uma namorada, onde ele sacou uma arma de fogo com o intuito de acertar a namorada e acabou atirando em Benedito Topázio Rodrigues, que passava no local.

O outro crime de Mocotó foi duplamente qualificado, o fato ocorrido no dia 26 de agosto de 2005, na Avenida da Camboa, ele efetuou disparos de arma de fogo, em direção de Joseph Anderson de Jesus Franca, que morreu no local. Depois, Mocotó ainda assassinou Thiago de Jesus Godóis Tavares. Bruno Mocotó será recambiado para o Maranhão onde deverá cumprir as suas penas.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS