Trabalho

Governo deve abrir mais de 42 mil vagas de emprego

Proposta de Orçamento prevê mais de 40 mil vagas em 2019. Embora não há previsão de concursos, mas já tem vários confirmados, como PF, PRF e outros

Reprodução

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) divulgou o Projeto de Lei Orçamentário Anual (Ploa) de 2019. O documento considera o preenchimento de 42.915 vagas no funcionalismo, bem como a criação de 4.354 postos.

Embora o ministro do planejamento, Esteve Colnago, tenha afirmado, em entrevista coletiva, na ocasião, que não há previsão para a realização de novos concursos públicos federais no próximo ano, também adiantou que estão garantidas as nomeações dos concursos já autorizados, como da Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) e Agências Brasileira de Inteligências (Abin).

Vagas para novos concursos
Das vagas inicialmente previstas no projeto, mesmo sem confirmação para realização de novos concursos, estão distribuídas pelos três poderes. No Legislativo são 70 vagas para a Câmara dos Deputados, 40 para o Senado Federal e 20 para o Tribunal de Contas da União.

No judiciário são 38 para o Supremo Tribunal Federal, 50 para o Superior Tribunal de Justiça, 300 na Justiça Federal, 30 na Justiça Militar da União, 860 na Justiça Eleitoral, 632 na Justiça do Trabalho e seis no Conselho Nacional de Justiça.

Também existem 12 vagas para o Ministério Público da União e Conselho Nacional do Ministério Público e 455 para a Defensoria Pública da União.

Já no poder executivo são 11.402 vagas reservadas para cargos e funções vagos, 22.559 para professores e quadro de referência dos cargos técnico-administrativos da educação, 353 para UF Catalão de Goiás, 400 para a UF Delta do Parnaíba – PI, 394 para a UF de Rondonópolis – MT, 200 para a UF de Jataí (GO), 623 para a UF do Agreste de Pernambuco (PE), 26 para a Agência Nacional de Águas, 230 para substituição de terceirizados, 2.320 para fixação de efetivos militares, 379 para o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, 947 para a Polícia Militar do Distrito Federal e 700 para a Polícia Civil do Distrito Federal

Novas oportunidades
Já as 4.354 novas vagas em fase de criação são destinadas para o Poder Judiciário, com 677 vagas (625 para a Justiça Federal e 52 para a Justiça do Trabalho), além de 1.582 para a Defensoria Pública da União e 2.095 para o poder Executivo, para universidades federais em Goiás, Mato Grosso, Piauí e Pernambuco, além de 26 vagas para a Agência Nacional de Águas (ANA).

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS