Grana

10 dicas para você poupar e fazer seu dinheiro render

Veja algumas dicas que você pode utilizar no dia-a-dia para poupar e fazer o seu dinheiro render ainda mais

Reprodução

Não tenha medo de sair da poupança, que atualmente paga apenas cerca de 8% ao ano. Outros investimentos de renda fixa, que já têm sua forma de remuneração definida no momento da aplicação, são igualmente seguros e podem render muito mais. Veja algumas dicas que você pode utilizar para poupar e fazer o seu dinheiro render mais.

1 – A melhor forma de poupar é pagar o dízimo para nós mesmos. Quem quer poupar precisa retirar 10% do salário assim que receber e, então, guardar em uma aplicação financeira. Enquanto tiver pouco dinheiro, o melhor destino é a caderneta de poupança, a mais fácil e barata das aplicações. Depois, dá para escolher entre as várias aplicações, como fundos, Tesouro Direto, Letras de Crédito Imobiliário ou ações.

2 – Fazer o orçamento doméstico é tarefa essencial para fazer seu dinheiro render mais. A receita do sucesso, segundo o economista, é anotar todas as despesas para ver o que é supérfluo e o que não é, e tratar de gastar menos do que se ganha, poupando pelo menos 10% da renda.

3 – Quer comprar a casa própria? Então, pesquise bastante, e dê preferência para pagamento à vista. Se precisar de financiamento, opte pelo menor valor, pelo menor tempo possível. De preferência, não ultrapasse 15 anos de financiamento.

4 – Vale a pena comprar carro? Veja se os gastos com seguro, financiamento, combustível, estacionamento e impostos valem o desembolso do dinheiro. Se, ainda assim, optar pela compra, prefira pagar à vista ou dar uma boa entrada para financiar pelo menor período e pagar menos juros.

5 – Como resistir às compras por impulso? Esqueça o cartão de crédito, o talão de cheque e a carteira de identidade em casa, para não cair na tentação de comprar. Sair com o dinheiro contado é outra opção.

6 – Para não ficar de bolso vazio, é preciso cortar algumas despesas e, assim, ter dinheiro para poupar. Os primeiros cortes são as despesas supérfluas, aquelas que você não precisa, mas acha “que merece”. Algumas dicas: não comer fora de casa durante um período ou deixar de “aproveitar” as liquidações para encher o guarda-roupa com peças que você não precisa

7 – Qual é a proporção ideal do salário para economizar? Para o economista Luís Carlos Ewald, 10% é a fração ideal. “É como se pagássemos o dízimo para nós mesmos”.

8 – Vale mais a pena morar de aluguel ou comprar a casa própria? Alugar uma casa mais barata pode ser uma boa opção. Enquanto isso, você pode economizar o suficiente para dar uma boa entrada, e financiar a casa própria por menos tempo.

9 – Investir em ações é algo muito arriscado? As ações representam empresas e empresas são o que mais ganham sempre. Se você souber ser um bom empreendedor, você vai ganhar bem. As empresas com ações em Bolsa normalmente são negócios bem administrados. Se quiser investir em ações, peça informações, acompanhe o mercado aos poucos. Comece devagar!

10 – Como escolher entre taxas prefixadas e pós-fixadas ao aplicar no Tesouro Direto ou em fundos de renda fixa? A dica é verificar como está indo a economia. Se a inflação está em alta e o Banco Central está aumentando a taxa de juros para diminuir o consumo, então a taxa pós-fixada deve ser melhor. Se a tendência é de corte na taxa de juros, a prefixada deve render mais!

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS