Cerco total

Operação da PM captura 12 suspeitos de vários crimes em São Luís

Polícia Militar deflagra operação, em São Luís, que culmina na prisão de 12 pessoas envolvidas com organizações criminosas e outros delitos

Suspeitos foram presos em operação da PM na capital

A Polícia Militar, por meio do 9° Batalhão, deflagrou Operação “Cerco Total”, com o objetivo de coibir e inibir ação de facções criminosas na Vila Palmeira, resultando na prisão de Adailson Carlos da Silva Souza, o “Zoio”, Adalberto Alves de Jesus Junior, o “Pimenta”, Carlos Eduardo Cardoso Mendes, o “Cadu”, David Vinicius de Matos, Jackenilson Cidreira Castro, Junior Vieira Lobo – Mandado em aberto Homicídio, Marcos Vinicius Costa Pacheco, Marcos Vinicius Martins da Silva, Messias da SILVA e Silva Moreno, Tharliandro Pereira Costa, o “Tataco”; Valdecidino Cantanheide Cordeiro, o “Blade”, Francidalva Leocádia dos Santos, a “Baixinha”, todos presos pelos crimes de organização criminosa, mandado de prisão, porte ilegal de arma de fogo, porte ilegal de munição, posse de material bélico.

Após levantamentos, foi feito incursões e abordagens por toda a área, sendo que nas favelas da Rua São Raimundo foram encontrados vários elementos em atitude suspeita, que não eram moradores da localidade.

Após revista e quando indagados os mesmo relataram ser do bairro Barreto e fazerem parte da facção denominada Bonde dos 40.

Recepção à bala
Ressalte-se que a PM foi recebida por disparos de arma de fogo, quando por mais ou menos seis suspeitos, todos armados e de colete balístico, sendo revidado à altura.
Logo depois embrenharam-se na área mangue e de difícil acesso. Após diligências na área foi possível prender duas pessoas com um revólver calibre 38 e três coletes bálticos.

Logo depois dos levantamentos foram presos mais dois envolvidos, sendo que em seguida verificou-se que a Francidalva, era a responsável por trazer elementos da Vila Samara, membros da facção denominada Comando Vermelho – CV, para tentar tomar o setor o qual teria sido tomado pelo “Bonde” a uns dias atrás.

Júnior Vieira, no momento da abordagem deu nome errado, somente sendo possível sua identificação na Seic, constatando se tratar de Júnior Vieira Lobo, que pesa em desfavor do mesmo o mandado de prisão por homicídio ocorrido na Vila Samara – Maranhão no dia 17 de janeiro de 2017. Todos foram entregues na Seic para as providências cabíveis.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS