LATROCÍNIO

Preso acusado da morte de um líder do MST

A motocicleta Honda Bros roubada da vítima ainda não apareceu

Reprodução

Continua preso na cidade de Imperatriz um dos acusados de envolvimento no latrocínio (roubo seguido de morte) de que foi vítima o líder do Movimento dos Sem Terra (MST), Luís dos Santos Silva, o ‘Luís Preto’, crime ocorrido no último sábado, na Vila Conceição II.

O acusado preso foi identificado por Antônio de Sousa Santos, 19 anos, morador do povoado Petrolina. Com Antônio Santos, que era lavrador e trabalhava com o pai, foi preso o homem identificado apenas por Leonildo, que é acusado de ter comprado o celular da vítima, o qual foi vendido por Antônio Santos por R$ 400.

O outro acusado de envolvimento no crime, identificado por Paulo, e que foi quem atirou em ‘Luís Preto’, está sendo procurado pela polícia. Antônio Santos e Paulo já estão com prisão preventiva decretada. A motocicleta Honda Bros roubada da vítima ainda não apareceu e pode ainda estar em poder de Paulo, que pode tê-la usado para a fuga.

Segundo o delegado Ozéas, ‘Luís Preto’ não morreu com o tiro que foi desferido por Paulo. Os dois acusados, usando de muita crueldade, acabaram de matá-lo a pedradas, o que deixou a cabeça e o rosto mutilados. Com informações de ‘O Progresso’.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS