Manifestação

Rodoviários vão paralisar atividades nesta sexta-feira

Os motivos para a paralisação da categoria é o constante atraso nos pagamentos de salários e de outros benefícios, que os trabalhadores tem direito, como o ticket alimentação

O horário da paralisação vai acontecer das 9h às 12h, desta sexta

A sexta-feira será longa para que utiliza o transporte público na capital maranhense, pois o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão revelou, através de nota da assessoria, que nesta sexta, a categoria irá cruzar os braços por três horas na capital. O horário da paralisação vai acontecer das 9h às 12h. De acordo com o sindicato, os ônibus vão parar de rodar por decisão tomada pelo presidente da entidade, Isaias Castelo Branco, em reunião com os diretores do sindicato, na manhã desta quarta-feira.

Os motivos para a paralisação da categoria é o constante atraso nos pagamentos de salários e de outros benefícios, que os trabalhadores tem direito, como o ticket alimentação. Atualmente, são cerca de seis mil Rodoviários, que exercem a atividade no transporte público de São Luís.

Além das questões que envolvem a pauta local, a paralisação por três horas, no dia 27, também é uma reposta à aprovação da Reforma Trabalhista, que deve entrar em vigor nos próximos dias.

“O dia 27 será muito importante aos Rodoviários. Precisamos nos unir para exigir que os empresários respeitem o que determina esta clausula fundamental, da Convenção Coletiva de Trabalho. Os atrasos constantes nos salários e em outros benefícios causam inúmeros transtornos à categoria, composta por pais e mães de família e que precisam honrar com os compromissos. Não vamos mais admitir que estes atrasos aconteçam. Além disso, estamos cruzando os braços, em sinal de repúdio a esta Reforma Trabalhista. Este pacote de medidas que entra em vigor nos próximos dias é um retrocesso e uma afronta aos trabalhadores brasileiros. Além dos Rodoviários, se todas as categorias se engajarem a este movimento, conseguiremos derrubar esta Reforma Trabalhista. São nossos direitos, conquistados com tanta luta, que querem acabar”, finalizou Isaias Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS