Brutalidade

Polícia procura homem que ateou fogo na esposa

Homem tenta queimar companheira viva, na Cidade Operária. O suspeito já tinha agredido a vítima na semana passada

O suspeito ateou fogo na casa e a companheira acabou sendo queimada

Uma tentativa de feminicídio aconteceu, na madrugada desta última segunda-feira (16), no bairro da Cidade Operária, em São Luís. A vítima identificada como Dielli Iasmin Viana Costa, de 22 anos, teve sua casa e parte do corpo queimados pelo atual companheiro, identificado como Nain Silva, de 25 anos.

A vítima está internada no Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, e seu estado de saúde é estável.

Segundo a delegada Viviane Fontenelle Azambuja, do Departamento de Feminicídio da capital, baseada nos relatos da vítima, a tentativa de assassinato teria acontecido após uma discussão entre o casal durante uma festa nessa madrugada. “O casal estaria em uma festa e havia discutido. O motivo da discussão não foi dito pela vítima devido a sua fragilidade de saúde. Contudo, após essa discussão, a vítima que já mantinha um relacionamento com Nain há mais de seis meses, inclusive já morando juntos, resolveu então nessa madrugada ir para casa sozinha. Quando já estava dormindo, a vítima percebeu que a casa estava pegando fogo. Entre o quarto e a sala da casa havia uma cortina improvisada feita com uma colcha de cama que pegava fogo. Quando ela tentou atravessar essa cortina foi atingida pelas chamas”, disse a delegada.

A delegada ainda revelou que essa não é a primeira agressão que o companheiro da vítima cometeu. “No dia das crianças, Nain agrediu novamente a sua companheira. Por medo e comovida pelas palavras de perdão que ele pediu, a vítima não o denunciou, chegando agora a esse segundo ato”, concluiu.

Contra Nain já havia uma medida protetiva que ordenava seu afastamento físico da vítima. As chamas atingiram móveis e roupas na residência, e uma perícia foi realizado no local ainda na manhã desta segunda-feira.

Após ouvir todas as testemunhas, a delegada que está na frente do caso irá expedir o pedido de prisão de Nain.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS