Cidade Olímpica

Líder de facção é preso em ação policial

Operação prende quatro pessoas suspeitas de envolvimento no tráfico de drogas no bairro da Cidade Olímpica. Entre os capturados, está o líder de uma facção criminosa

“Dudu Disciplina”, Dacio André, Nildson Sousa e Jadson Martins foram detidos durante ação policial

A Polícia Militar, por meio do Serviço de Inteligência do 6º BPM, no comando do coronel Aritanã e major Marcelo, com investigadores do 18º Delegacia de Polícia Civil, capturou, por volta das 18h, na Invasão da Bacia, Cidade Olímpica, o líder de facção que atua naquela região e mais três indivíduos por organização criminosa e tráfico de drogas. Denúncia anônima indicou que Eduardo Glauber, suspeito de ser líder de uma organização criminosa que atua na Cidade Olímpica, estaria reunido com outros indivíduos para planejar um ataque criminoso contra desafetos.

Em posse das informações, a equipe do GSA do 6° BPM reuniuse com a equipe de investigadores da Polícia Civil do 18° Distrito policial, que, após averiguar o teor da denúncia, evitou o cometimento de homicídios na área.

Depois de apuradas as denúncias e já feitas diversas diligências a pontos já conhecidos utilizados pela organização criminosa, apurou-se que os alvos se encontravam em uma casa localizada na Bacia, uma invasão da Cidade Olímpica. Deslocou-se até o endereço informado, fez-se o cerco tático e iniciou-se a entrada no imóvel, sendo localizados quatro indivíduos: o líder criminoso Eduardo Glauber, conhecido pela alcunha de “Dudu Disciplina”, de 23 anos, Dacio André Lobo Mendonça, de 18 anos, Nildson Sousa Cardoso, 25 anos, e Jadson Martins de 21 anos.

Após buscas pelo local, foi achada uma mochila contendo três tabletes de maconha e sete trouxinhas também de maconha. De imediato, receberam voz de prisão, sendo conduzidos e apresentados na Delegacia da Cidade Olímpica (18° DP), onde foram autuados por tráfico de drogas e organização criminosa. Contra Eduardo Glauber Marques Pereira foi cumprido ainda um mandado de prisão preventiva em razão de crime de homicídio.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS