Chances

INSS deve abrir mais um concurso

Ministério do Planejamento admite novo concurso do INSS em 2019. Autorizações para concursos federais serão retomadas. O INSS é forte candidato para entrar nesta lista

O último concurso do INSS aconteceu no primeiro semestre de 2016 e foi homologado em agosto do mesmo ano

Boa notícia para os concurseiros de plantão: um novo concurso do INSS pode pintar, segundo o assessor especial do Ministério do Planejamento, Arnaldo Lima Junior. Ele confirma que as autorizações para concursos federais serão retomadas a partir de 2019 e o INSS é forte candidato para entrar nesta lista, pois é um órgão de alta demanda e enorme defasagem de pessoal.

De acordo com o assessor, o INSS deve sofrer ainda mais com a falta de servidores, pois é esperado que cerca de 40% de seus funcionários se aposentem até 2027. Isso, segundo Lima Junior, demonstra a extrema necessidade de o órgão repor o seu quadro o mais rápido possível, visto
que, atualmente, o INSS tem um déficit de cerca de 20 mil servidores em todo o país. Por isso, mãos à obra e avante com os estudos!

Último concurso
O último concurso do INSS aconteceu no primeiro semestre de 2016 e foi homologado em agosto do mesmo ano. O certame, agora, ficará válido até 2018 para as carreiras de técnico e analista do Seguro Social, com escolaridades de nível médio e superior, respectivamente. O certame de 2016 ofertou 950 vagas, sendo 800 para Técnico e 150 para Analista. Os salários variavam entre R$ 4 mil e R$ 8 mil e já foram convocados 500 aprovados. Agora, o órgão aguarda a autorização para a nomeação dos outros 450 classificados.

Provas e banca organizadora
O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) foi o instituto organizador da última seletiva do INSS. Temido por muitos concurseiros, o Cebraspe aplicou provas em que os candidatos precisavam responder a 120 questões, sendo 50 de Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos (Direito Previdenciário).

A prova de Conhecimentos Básicos para nível médio envolvia as disciplinas de Ética no Serviço Público, Regime Jurídico Único, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Noções de Informática.

Já a prova para os candidatos de nível superior possuía questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Noções de Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo,Legislação Previdenciária, Legislação da Assistência Social, Saúde do Trabalhador e da Pessoa com Deficiência.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS