Bairro de Fátima

Bando que colocava pânico é preso com arma e moto

Grupo é preso por assalto e porte de arma de fogo, no Bairro de Fátima. Os suspeitos também atacavam facções criminosas rivais

‘Loirinho’, ‘Fred’ e "Chiquitinha", além de um adolescente, foram presos com arma e moto

Uma operação realizada pelo polícia civil-ma, por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) prendeu, em flagrante delito, Moabi Carlos de Sousa bastos, o ‘Loirinho’, Caio César Gomes de Oliveira, conhecido como ‘Fred’, Geanderson Ribeiro Costa, o”Chiquitinha”, e um menor foi apreendido junto com os suspeitos.

O grupo foi preso após as práticas dos crimes de roubo, porte ilegal de armas, de menores e pelo fato de integrarem organização criminosa armada. A prisão aconteceu no Bairro de Fátima, em São Luís.

Segundo informações policiais, o suspeito Moabi, em posse de uma arma de fogo e na companhia de um menor, teria roubado uma motocicleta, no bairro Centro, em São Luís.

Em diligencias, ainda descobriram o paradeiro dos outros comparsas Geandeson e Caio, todos integrantes da mesma facção criminosa.

Moabi Carlos de Sousa, de 20 anos, que já responde a crimes de furto e estelionato, foi autuado pelos crimes de roubo, corrupção de menores e organização criminosa armada.

Geanderson Ribeiro Costa, de 18 anos, que já responde por roubos e crime de dano, foi autuado pela prática de posse ilegal de arma de fogo e organização criminosa armada.
Caio César Gomes de Oliveira, de 19 anos, que já foi autuado anteriormente por ato infracional análogo ao crime de roubo com emprego de arma, foi autuado pela prática de posse ilegal de arma de fogo e organização criminosa armada.

A motocicleta foi recuperada e entregue à vítima. A arma de fogo utilizada no crime, um revólver calibre 38, municiado, foi apreendida. Segundo informações repassadas pelos suspeitos, a motocicleta subtraída seria utilizada em ataques contra a facção rival do bando.

Após os procedimentos de praxe realizados pela Autoridade Policial, todos foram encaminhados ao sistema penitenciário Estadual, onde ficarão à disposição da Justiça.

O menor infrator, cuja identidade será preservada, foi apreendido e encaminhado ao Ministério Público, conforme determina o Estatuto da Criança e do Adolescente.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS