Primeira fase

Sampaio pode ser o melhor da Série C

Sampaio Corrêa segue firme a preparação para o último jogo da primeira fase da Série C. O time pode ser a melhor equipe da competição e vai decidir mata-mata em casa

Uma vitória garante o primeiro lugar geral de Grupo A para o Tricolor, e pode ser o melhor time da Série C do Brasileiro

A equipe do Sampaio Corrêa segue trabalhando para fazer o seu último jogo pela fase de classificação da Série C, no próximo sábado, às 19h30, contra o Botafogo da Paraíba, no Estádio Castelão. Uma vitória garante o primeiro lugar geral de Grupo A para o Tricolor, e pode ser o melhor time da Série C do Brasileiro, pois tem 32 pontos e é o único em toda a competição que pode chegar aos 35.
A ansiedade pelos jogos decisivos já paira no ar, mas Alex Alves trata de conter o ímpeto e se concentrar no próximo compromisso. “Claro que, com a equipe já classificada, é difícil não pensar nas quartas de final. Mas, ainda temos um último jogo a cumprir e outro objetivo a conquistar, que é ficar em primeiro lugar no grupo. Vamos encarar esse jogo com seriedade para seguirmos firmes com nossos propósitos”, afirmou o goleiro Tricolor.
Francisco Diá pode mudar time para jogo
Em atividade, o técnico Francisco Diá organizou um trabalho de ataque contra defesa. Toques rápidos, triangulações e finalizações a gol treinados à exaustão para seguir em ritmo intenso até o mata-mata.
Diá não pôde contar com Diego Silva durante a atividade. O jogador se queixou de dores na coxa e foi poupado do treinamento. O volante boliviano passará por um exame de imagem para o departamento médico ter uma noção exata do problema.
Uma ausência certa é o lateral-direito Pedro Costa, que levou o terceiro cartão amarelo. Em compensação, Zaquel está de volta, e garante muita disposição para mais uma missão com a camisa boliviana. “Muitos estão falando que é um jogo sem importância, mas, para nós, vale muito, porque ainda queremos a primeira colocação do grupo. Vamos a campo dispostos a buscar mais esses três pontos”, afirmou o volante do Sampaio Corrêa.
Durante o coletivo, Diá fez uma série de testes na equipe, trabalhando com três zagueiros, Fredson, Maracás e Odair, Zaquel como único volante e Wellington Rato ao lado de Fernando Sobral na armação das jogadas.
Mas a formação sofreu outras alterações ao longo da movimentação. Marlon também treinou entre os titulares, assim como Valderrama e Jerffeson Recife. Variações trabalhadas e analisadas atentamente para a escolha do time titular.
VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS