Caso Campo de Periz

Mais um envolvido na morte de duas crianças é preso

Homem suspeito de participação no brutal crime no Campo de Periz, onde duas crianças foram mortas e enterradas em covas rasas, apresentou-se à delegacia

"Hebe" se entregou na Delegacia de Bacabeira, presença de um advogado

Mais uma pessoa suspeita de envolvimento no duplo homicídio, no Campo de Periz, encontra-se detida na Delegacia da cidade de Bacabeira. De acordo com informações, Ueberth Luis da Silva Carvalho, mais conhecido como “Hebe”, estava foragido, mas se apresentou acompanhado de advogado, no Distrito Policial.

Com a prisão de Hebe, todos os envolvidos no crime se encontram presos, por força de decisão da autoridade judiciária da Comarca de Rosário. Ele foi transferido para o Centro de Triagem do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense, onde aguardará decisão judicial.

As vítimas foram encontradas enterradas em cova rasa, em área de manguezal, no início de agosto. As duas crianças, de 11 e de 12 anos, moradoras da Vila Samara, região da Estiva, em São Luís, estavam desaparecidas desde o dia 1º de agosto.

Os garotos teriam saído de casa para pescar em um açude, na companhia de um adolescente de 15 anos e de um jovem de 18.

No mesmo dia, moradores da região encontraram o jovem e o adolescente gravemente feridos. O menino de 15 anos estava baleado na boca e o jovem de 18 anos estava baleado na perna e com vários golpes de facão.

Já as crianças desaparecidas foram achadas mortas no dia 4. A polícia chegou até os corpos dos meninos, após prender os suspeitos de praticar o ataque.

Os detidos, ainda não identificados, confessaram ter assassinado e enterrado as crianças e levaram a polícia até o local, onde os corpos estavam.

Antônio Coelho Machado, mais conhecido como “Antônio baixinho”, é um dos suspeitos do crime. Foi ele quem levou a polícia até o local onde os corpos estavam enterrados. Ele teve a ajuda de mais pessoas.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS