Fuga de Pedrinhas

7 detentos ainda faltam ser recapturados

Após a morte de fugitivo de Pedrinhas, cai para sete o número de detentos que continuam foragidos após fuga em maio deste ano

"Dim Dim" era um dos fugitivos e morreu em acerto de contas no Estado do Piauí

Um dos foragidos do Complexo Penitenciário São Luís, identificado como Antônio Anderson Miranda de Araújo, mais conhecido como “Dim Dim”, morreu na tarde do último sábado (19), na cidade de Teresina, no estado do Piauí. Segundo o superintendente Estadual de Investigações Criminais (Seic) Tiago Bardal, Dim Dim foi assassinado após um acerto de contas com traficante da região. “Antônio Miranda foi um dos foragidos após a explosão de uma parte do muro da penitenciária em maio deste ano. Ao todo, 35 detentos conseguiram fugir a até o momento, 19 deles foram recapturados, nove morreram em confronto e sete ainda continuam foragidos”, disse o superintendente Tiago Bardal.

Bardal ainda disse que, com a complexidade dos fatos, dezenas de depoimentos e interrogatórios já foram tomados na Seic. “Atualmente as investigações aguardam o término de alguns laudos periciais e o resultado de algumas medidas cautelares para podermos concluir as circunstâncias do referido evento e as pessoas que, de algum modo, contribuíram para o resgate.

Após os autos do inquérito policial, serão encaminhados ao Poder Judiciário”, disse o delegado.

Entenda o caso
No dia 21 de maio deste ano, 36 detentos fugiram da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6). A fuga ocorreu após a explosão de um muro do Centro de Detenção Provisória (CDP). O caso está sendo investigado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), através do Departamento de Combate ao Crime Organizado (DCCO), da Superintendência de Estado de Investigações Criminais (Seic). No momento do confronto, foram baleados Geandro Silva Santos, conhecido como “Piolho” e Jocimar
Pires. O primeiro teve morte imediata e o segundo morreu no hospital.
No dia 22 do mês passado, uma guarnição da Polícia Militar localizou, em Itapera do Maracanã, os fugitivos Marcos André Moraes Silva, Gleilson dos Anjos Santos, Francisco Walison Moreira da Conceição e Sebastião de Araújo Almeida.

Houve outra troca de tiros e Sebastião Almeida foi baleado e socorrido, mas morreu no Hospital Clementino Moura, o Socorrão II. Marcos André Moraes Silva, Gleilson dos Anjos Santos e Francisco Walison Moreira da Conceição foram capturados. Até agora, 19 detentos já foram recapturados e nove foram mortos, totalizando 25, restando ainda oito fugitivos.

Desde o momento da fuga, centenas de policiais civis e militares foram acionados e estão desenvolvendo buscas visando a recaptura dos fugitivos. Paralelamente, foi instaurado inquérito para apurar responsabilidades.

Quem falta ser recapturado

– Cláudio Kelson De Sousa Rodrigues, conhecido como” Kaká”
– Fernando Machado Vasconcelos, conhecido como “Geléia”
– Pedro Cezar Pereira Paz
– Raimundo Bruno Dos Santos Carvalho, conhecido como “Cataquinho”
– Ronaldo Mourao Teixeira
– Thalyson Henrique Rodrigues Cardoso, conhecido como “Nescau”
– Wellington Monteiro Dos Santos Alves

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS