SÃO LUÍS

Quatro mortes em menos de 24 horas

Vários crimes de homicídios foram registrados no dia de São Pedro. Um dos assassinatos aconteceu dentro de um táxi no bairro Alto do Calhau

De acordo com moradores, o casal costumava cometer assaltos na região

Vários crimes de homicídios foram registrados no dia de São Pedro. Um dos assassinatos aconteceu dentro de um táxi no bairro Alto do Calhau

No feriado do dia 29, onde é comemorado o dia de São Pedro, quatro pessoas foram assassinadas, na capital maranhense. Um deles aconteceu na Alto do Calhau, onde a vítima Raul GiudicellyCarvalho Silva, de 28 anos, foi morto a tiros dentro de um táxi.
Outro caso foi do jovem de 15 anos, executado com vários tiros no bairro da forquilha. Ainda no feriado, foi dado a entrada de um corpo ainda não identificado no Instituto Médico Legal (IML), o cadáver foi encontrado no bairro Vila Maranhão. O último caso foi de um rapaz identificado apenas como “Feijão”, ele foi morto a tiros na quadra de um condomínio. A Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoa (SHPP) já investiga todos os casos.

Crime na Forquilha
Segundo a assessoria de Comunicação da Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA), um adolescente de 15 anos foi morto com um tiro, após suspeitos, não identificados, chegarem em um VW Gol, de cor prata. O garoto morreu ainda no local.

Altos do Calhau
Ainda no feriado um homem foi morto dentro de um táxi, no bairro Altos do Calhau. A vítima foi identificada como Raul Giudicelly Carvalho Silva, de 28 anos. Os suspeitos abordaram um taxista e exigiram que ele saísse do carro. Dentro do veículo, eles mataram o alvo, que era o Raul Carvalho. A vítima havia sido presa no dia 24 de março desse ano, após a operação PAC Rio Anil, deflagrada em um condomínio no bairro da Camboa. Junto a ele foi presa Valdirene Pereira, de 34 anos, líder do tráfico na região e outro suspeito identificado como Leonardo Oliveira Souza, de 35 anos. A polícia suspeita que a morte de Raul tenha sido um acerto de contas.

Corpo encontrado na Vila Maranhão
Também foi encontrado um corpo, ainda não identificado, com perfurações de arma de fogo, na Vila Maranhão. Sobre esse crime, a Superintendência de Homicídios ainda não tem muitas informações, mas segue investigando.

MOSTRAR MAIS