São João na Praia Grande

Centro de São Luís recebe decorações juninas

Turistas e pessoas que passam pelo centro histórico de São Luís, já tomado pela ornamentação típica, revelam expectativas e preocupações diante da festança junina que se aproxima

Reprodução

Quem passa pela Praia Grande para ir ao trabalho ou apenas “turistar” já deve ter notado que o clima de São João chegou com força. A decoração, composta por bandeirinhas e balões, dá um ar às ruas históricas que chama atenção e encanta a população e os turistas. Os ornamentos fazem parte do São João de Todos 2017, promovido pelo Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), que tem mostrado a energia das festividades juninas maranhenses com suas prévias.
O aposentado Júlio César e a professora Juraci Manfrim são do Rio Grande do Sul, e visitam pela primeira vez a capital maranhense. “Eu tô encantado com esse centro antigo aqui de São Luís, nós chegamos a pouco e ainda estamos descobrindo”, conta o turista. Sobre as expectativas para as festas juninas, Juraci revela: “a gente já ouviu falar [das festividades], mas não estávamos
pensando no São João quando viemos. A decoração está linda, estamos adorando. É além da minha expectativa”.

A preocupação com os investimentos em cultura e turismo preocupam, no entanto, quem conhece de longas datas o São João maranhense. É o caso de Fernando Silva, coordenador técnico que é natural de São Luís, mas mora em Belo Horizonte (MG) há 25 anos. “Eu sempre participei de quadrilhas, de danças, e esse ano eu vi mais coisas no shopping, porque tradicionalmente como tinha, não tem mais não”, pontua. As prévias do São João de Todos 2017 tiveram início no dia 1º de junho, no Canto da Cultura, na Praia Grande, e no Espigão da Ponta d’Areia. A programação oficial tem início nesta quarta-feira (14).

Já Edilson Santos, que trabalha como ambulante na região do Centro Histórico de São Luís, atenta para uma melhora nas vendas. “Tá começando a melhorar, os turistas estão chegando. A decoração está legal, bem organizada, e atrai o turismo”, aponta o ambulante. Edilson, no entanto, alerta: apesar do policiamento ostensivo, o perigo ainda dá as caras, principalmente nas sextas-feiras. “Ainda tá tendo roubo. Tem policiamento, mas é preciso mais”, adverte.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS